GAP

Para quem
não sabe, o GAP (Great Au Pair) é um site no qual famílias se cadastram
procurando Au Pairs e vice-versa.
Resolvi me
cadastrar no GAP em setembro, assim, só por curiosidade, pra fuçar o profile
das famílias. Mas nem coloquei foto, nem escrevi o "Dear Hostfamily".
Depois, desencanei.
Um dia,
voltando do trabalho com a Julie (que tá na Califa), ela me contou que achou a
família dela pelo GAP e que foi alterando o profile dela até ficar bem
interessante. Lá vou eu arrumar meu profile. Põe foto aqui, escreve coisas
bonitinhas ali e volta a fuçar. Isso foi em dezembro.
Depois do
esforço, algumas famílias começaram a me adicionar em suas hot lists. Umas bem
estranhas, diga-se de passagem, como um pai solteiro (eu escrevi que não queria
pai solteiro, mas para ele isso era ‘detalhe’), com duas
"criancinhas" de 12 e 16 anos, que moram no Texas, mas estavam de
mudança para Dubai… acho que ele também não leu a parte que dizia que eu
queria ir para os EUA. Enfim…
Até então,
nenhuma família havia me enviado algum email, mesmo quando eu dizia que estava
interessada. Mas essa semana uma família da Califórnia (uhn!), me enviou email!
Primeiro contato que faço com uma família americana! É um casal de Belmont,
próximo a San Francisco, que tem um filho de 1 ano.
Não quero
criar expectativas, porque esta é primeira family com a qual converso, além do
que o meu aceite ainda não saiu (OMG!)… anyway, se não der certo, já vou
treinando.
Ah,
esqueci de contar que eu também adicionei algumas famílias na minha hot list.
Todas me deram a mesma resposta: No,
thank you
. Angustiante, não?


Só para deixar registrado…

Anúncios

Algum tempo depois…

 "You’ll never know if you don’t go"
All Star – Smash Mouth

Bia entra
na agência da Experimento:

 
-Oi,
Beatriz, tudo bom?!
-Oi,
Débora, tudo bom.
-E aí?
-Então, já
faz um mês que entreguei meu dossiê e até agora não recebi nenhum retorno da
APIA. Aí, eu estava passando por aqui e resolvi entrar na agência pra falar com
você. Isso é normal? Conversando com meninas na internet, vi que elas já
receberam o aceite e têm login pra acessar o site, mas pra mim, até agora nada.
-Quando você
entregou?
-Dia 15 de
dezembro.
-Ah, então
tá super normal o prazo. O escritório em Londres fechou 2 semanas pra Natal e
Ano Novo. Até o fim de janeiro você vai receber um email da APIA, pode ficar
tranqüila.
-Ah, não,
sem problema… eu imaginei que fosse por causa dos feriados mesmo, eu só vim
perguntar porque você disse que o prazo era de 4 semanas e como não recebi
nada, achei estranho, meu email poderia estar cadastrado errado. Mas está tudo
bem, já que só vou viajar no meio do ano.

 
O prazo
para o aceite é de 4 semanas (28 dias), mas normalmente as meninas recebem
antes disso. 32 dias depois de entregar o meu application, resolvi ver o que
estava acontecendo com ele. Não liguei nem uma vez na agência. Alguém ainda tem
dúvida de que não sou uma pessoa ansiosa???

Processo (parte II)

"Somos
quem podemos ser/ Sonhos que podemos ter"

Somos
quem podemos ser – Engenheiros do Hawaii



Experiência
com kids.

Ok. Trabalhei numa creche no Itaim Paulista (é,
bem lá onde o vento faz a curva)… Eu tinha uma visão
diferente de creche, achava que as ‘tias’ batiam nas crianças
para elas comerem, eram grossas e coisas assim (he²), mas pelo
menos na que trabalhei as crianças são super bem
tratadas! Me apaixonei por algumas delas, até quis levar pra
casa, mas me contive! hehe… E também tem a Yasmin, a filha
da minha vizinha, com quem deu para conseguir mais algumas horas de
experiência…

Passaporte.
Ok, já falei
dele.

Carteira de Motorista.
Ok, ainda tô com
a PPD, mas tá valendo.

Escolha da agência.
Ok.
Depois de pesquisar, ficar numa dúvida cruel entre Cultural
Care e Experimento, acabei ficando com a segunda mesmo. É mais
cara, mas foi recomendada por pessoas que viajaram com
ela.

Trabalhar psicológico do pai.
Ok?!
Chegando lá aos poucos… hehe…
Faz teeeeeempo que tenho
vontade de fazer intercâmbio. Faz algum tempo que decidi ser Au
Pair. Ninguém me levou a sério.

"Pai, vou
para os Estados Unidos."
"Ah, tá… aproveita que
tá sonhando e pede um pônei."

Num belo
27/10, fomos a Experimento para a agente explicar para ele como
funcionava o programa. Eu já esperava sair de lá com o
contrato assinado, mas não foi dessa vez. Ele ainda tava
esperando pra ver se eu iria desistir.
Voltamos em 16/11, depois
de ter levado um contrato pra casa e lido. Não fiz minha
inscrição, mas levei o Dossiê (espécie de
formulário) para casa.
Como quem não quer nada,
preenchi tudo, peguei referências (pessoais e de experiência),
atestado de saúde, revelei fotos e fiz minha
fotocolagem…
Entre 14 e 15/12, paguei o programa, entreguei o
Dossiê, fiz teste psicológico e de inglês.

"Pai,
me inscrevi no programa de intercâmbio."
"Mas não
pagou nada ainda, né?!"
"Paguei. A
vista."
"Ahhhhh…"

Agora estou esperando o
"aceite". Em outras palavras, meu Dossiê vai (ou já
foi, sei lá) para Londres, onde a agência vai me aceitar
(ou não) no programa. Isso demora, em média, 1
mês.
Ansiosa? Nem um pouco. Sério… Ainda tenho
tanta coisa da faculdade pra fazer (maldita greve!), que não
tenho nem tempo pra pensar nisso!