Para quem nao sabe, moro com uma familia de judeus. Ou seja, Natal chegando e eu nem me ligando em presente, porque sabia que nao iria ganhar nada e felizmente, tambem nao gastaria com nada.
 
Cheguei de viagem dia 24/12, e minha “ceia” foi sopa de tomate, um sanduiche de queijo e suco. Chorando
Anyway, o costume americano eh diferente do brasileiro. Eles comemoram o Natal so no dia 25 mesmo, nao fazem nada dia 24.
 
Acordei bem tarde no Natal e nao tinha ninguem em casa. Passei a tarde toda falando com a familia  no Brasil[ai, que saudade!] e quando subi pra “dar as caras”, a family me convidou para a celebracao da quinta noite do Chanukah. Nao tinha nada melhor pra fazer mesmo, fui. Quem nao souber o que eh esse feriado, tem informacao aqui.
 
E eis que eles me vem com dois presentinhos e um cartao. Me deram uma cesta de chocolate [“For our chocolate lover“… lol] e um bone do Colorado [eu estava pensando em comprar um moleton com o nome do estado, mas o bone tambem eh legal] e no cartao, alem de uma mensagem muito bonita de agradecimento por fazer parte da familia e ter uma boa relacao com as kids, havia o convite para ir esquiar nas montanhas com direito a aula! Boca aberta
 
Eu sei que muita au pair por ai ganhou I-pod e coisas do tipo, mas eu fiquei feliz com meus presentinhos! Acho que foi porque eu realmente nao esperava nada deles e estava bem com isso!
 
E como sugere o nome do post, eu to aprendendo a celebrar o Chanukah! Todo dia tem festa ou jantar em algum lugar e eu to indo com eles.
 
E ja que estou falando da minha hostfamily, vamos a uma descricao mais detalhada.
 
Phil, hostdad
Professor de direito da Universidade do Colorado. Eh workaholic, baba pelos filhos [e os mima], as vezes eh meio atrapalhado, sempre que da compra arroz e feijao pra mim num restaurante mexicano e sempre me pergunta se quero alguma coisa do mercado. Vive me ensinando expressoes em ingles, quando estamos entre varias pessoas, ele sempre faz pausas pra checar se estou acompanhando a conversa [ultimamente nem tanto, o listening ja ta bem melhor].
 
Heidi, hostmom
Pesquisadora na area de Medicina da Universidade do Colorado. Simpatica, eh mais firme com as criancas do que o pai, se preocupa comigo nos meus momentos “ruins” [ate comprou sopinha de frango quando eu fiquei doente]. A gente tem conversas legais quando temos tempo.
 
Ambos se preocupam comigo [porque tem hostfamily que a gente sabe que se a au pair morrer na sexta, so vao se dar conta na segunda, quando ela nao aparecer pra trabalhar], sao meio curiosos quando vem uma amiga nova em casa e no geral, sao bem bacanas.
 
Aviva, 4 anos
Aviva… costumo dizer que temos uma relacao de amor e odio. No geral, ela eh uma crianca bem comportada, mas quando esta mal-humorada eu preciso exercitar toda a paciencia que ha dentro de mim, e olha que nao eh pouca. Fato eh que ela tem melhorado muito desde que cheguei, e hoje em dia eu lido muito bem com ela. Mas quando ela esta num dos seus sweet moments, me faz derreter que ninguem manteiga. Uma noite dessas, estava lendo historia para ela dormir, ela me interrompeu e disse de um jeito muito fofo: “Bia, quando voce voltar para o Brasil, eu vou poder ir la te visitar?” Coração
Ela eh uma girlie girl com espirito de moleque! Ao mesmo tempo que adora se arrumar, colocar lacinho no cabelo, pintar a unha e colocar vestidinhos, tambem adora se pendurar nas coisas, mexer com terra, brincar com neve e coisas do tipo. E ela eh muito esperta, tem coisas que ela me fala que eu olho e penso “Vc tem so 4 anos mesmo?” Surpreso
Ah, e ela costuma me chamar de “Bee”.
 
Sammy, 14 meses
O Sammy eh uma graca! Eh uma crianca muito doce e facil. Seu unico problema eh que nao gosta de dormir, entao nao tenho o sonhado nap time pra aproveitar! Ou nao tinha. Descobri que ele so dorme bastante durante o dia se for no porao! ahahaha… Ah, sim, e ele come demais. Nao eh a toa que ele eh bem maior que as outras criancas da idade dele. Meu fofo, que vou sentir muita saudade quando for embora.
 
Bye, folks!

Natal… ou seria Chanukah?

Para quem nao sabe, moro com uma familia de judeus. Ou seja, Natal chegando e eu nem me ligando em presente, porque sabia que nao iria ganhar nada e felizmente, tambem nao gastaria com nada.
 
Cheguei de viagem dia 24/12, e minha "ceia" foi sopa de tomate, um sanduiche de queijo e suco.
Anyway, o costume americano eh diferente do brasileiro. Eles comemoram o Natal so no dia 25 mesmo, nao fazem nada dia 24.
 
Acordei bem tarde no Natal e nao tinha ninguem em casa. Passei a tarde toda falando com a familia  no Brasil[ai, que saudade!] e quando subi pra "dar as caras", a family me convidou para a celebracao da quinta noite do Chanukah. Nao tinha nada melhor pra fazer mesmo, fui. Quem nao souber o que eh esse feriado, tem informacao aqui.
 
E eis que eles me vem com dois presentinhos e um cartao. Me deram uma cesta de chocolate ["For our chocolate lover"… lol] e um bone do Colorado [eu estava pensando em comprar um moleton com o nome do estado, mas o bone tambem eh legal] e no cartao, alem de uma mensagem muito bonita de agradecimento por fazer parte da familia e ter uma boa relacao com as kids, havia o convite para ir esquiar nas montanhas com direito a aula!
 
Eu sei que muita au pair por ai ganhou I-pod e coisas do tipo, mas eu fiquei feliz com meus presentinhos! Acho que foi porque eu realmente nao esperava nada deles e estava bem com isso!
 
E como sugere o nome do post, eu to aprendendo a celebrar o Chanukah! Todo dia tem festa ou jantar em algum lugar e eu to indo com eles.
 
E ja que estou falando da minha hostfamily, vamos a uma descricao mais detalhada.
 
Phil, hostdad
Professor de direito da Universidade do Colorado. Eh workaholic, baba pelos filhos [e os mima], as vezes eh meio atrapalhado, sempre que da compra arroz e feijao pra mim num restaurante mexicano e sempre me pergunta se quero alguma coisa do mercado. Vive me ensinando expressoes em ingles, quando estamos entre varias pessoas, ele sempre faz pausas pra checar se estou acompanhando a conversa [ultimamente nem tanto, o listening ja ta bem melhor].
 
Heidi, hostmom
Pesquisadora na area de Medicina da Universidade do Colorado. Simpatica, eh mais firme com as criancas do que o pai, se preocupa comigo nos meus momentos "ruins" [ate comprou sopinha de frango quando eu fiquei doente]. A gente tem conversas legais quando temos tempo.
 
Ambos se preocupam comigo [porque tem hostfamily que a gente sabe que se a au pair morrer na sexta, so vao se dar conta na segunda, quando ela nao aparecer pra trabalhar], sao meio curiosos quando vem uma amiga nova em casa e no geral, sao bem bacanas.
 
Aviva, 4 anos
Aviva… costumo dizer que temos uma relacao de amor e odio. No geral, ela eh uma crianca bem comportada, mas quando esta mal-humorada eu preciso exercitar toda a paciencia que ha dentro de mim, e olha que nao eh pouca. Fato eh que ela tem melhorado muito desde que cheguei, e hoje em dia eu lido muito bem com ela. Mas quando ela esta num dos seus sweet moments, me faz derreter que ninguem manteiga. Uma noite dessas, estava lendo historia para ela dormir, ela me interrompeu e disse de um jeito muito fofo: "Bia, quando voce voltar para o Brasil, eu vou poder ir la te visitar?"
Ela eh uma girlie girl com espirito de moleque! Ao mesmo tempo que adora se arrumar, colocar lacinho no cabelo, pintar a unha e colocar vestidinhos, tambem adora se pendurar nas coisas, mexer com terra, brincar com neve e coisas do tipo. E ela eh muito esperta, tem coisas que ela me fala que eu olho e penso "Vc tem so 4 anos mesmo?"
Ah, e ela costuma me chamar de "Bee".
 
Sammy, 14 meses
O Sammy eh uma graca! Eh uma crianca muito doce e facil. Seu unico problema eh que nao gosta de dormir, entao nao tenho o sonhado nap time pra aproveitar! Ou nao tinha. Descobri que ele so dorme bastante durante o dia se for no porao! ahahaha… Ah, sim, e ele come demais. Nao eh a toa que ele eh bem maior que as outras criancas da idade dele. Meu fofo, que vou sentir muita saudade quando for embora.
 
Bye, folks!

Hello world!

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!

Destino: California

Introducao
 
A au pair tem direito a 2 semanas de ferias no seu ano. Se a familia e a au pair nao chegarem a um consenso quanto a data, cada um escolhe uma semana.
Desde que cheguei minha hostfamily estava planejando ir para Florida e como nao iam me levar, essa seria minha primeira semana de ferias.
Procurei em cada canto deste universo de au pairs alguma que estivesse disponivel para ir na mesma semana que eu, que quisesse e pudesse ir para California. Nao achei. Entao ta, vou so!
 
Dia 1
Acordei muito cedo e fui com a hostfamily para o aeroporto [o voo deles estava marcado para o mesmo dia e hora que o meu]. 2h20 depois eu estava em San Francisco.
Foi engracado, porque eu me senti muito feliz em estar la, mesmo ainda estando no aeroporto!
Fui para o hostel deixar minhas coisas e me mandei para Golden Gate Bridge. Eu nao me aguentava de felicidade de ver aquele ponte! Eh realmente muito bonita! E enquanto eu estava la saltitando pela ponte, encontrei um grupo de au pairs brasileiros! Sim, 2 meninos e 1 menina. A gente comecou a conversar e ai eles me chamaram para passar o resto dia com eles. Eu sei, loucura. Mas deu tudo certo e eles eram muito bacanas. Fomos ver a Lombard Street, a rua mais "torta" do mundo e ficamos passeando pelo Pier 39.
 
Dia 2
Tem um grupo de guias voluntarios em San Francisco. Fazem tours pela cidade, enfatizando a historia do lugar. Resolvi fazer um desses no Finacial District de SF. O tour foi bacana, mas eu acho que deveria ter aproveitado meu tempo fazendo outro coisa. A tarde fui para o Fisherman’s Wharf e Pier 39. La tem varias lojas, restaurantes, uma vista bacana da Ilha de Alcatraz e tem os leoes-marinhos! E no fim da tarde fui para meu passeio mais esperado: a prisao de Alcatraz!
Para quem nao sabe, Alcatraz foi uma cadeia de seguranca maxima que "acolheu" criminosos como Al Capone. Funcionou por 29 anos e foi desativada em 1963, se nao me engano. E fato interessante: descobri que a "Alcatraz de hoje" eh uma prisao localizada aqui no Colorado!
 
Dia 3
Fui conhecer algus pontos da cidade, como a Castro Street, "a rua mais gay do mundo". Em cada poste da rua tem uma bandeira do arco-iris e os estabelecimentos comerciais sao voltados para o publico gay. Agora penso: por um lado eh interessante haver um "ponto gay" em San Francisco [porque sim, muitos homossexuais moram la], mas por outro, acaba parecendo ser algum tipo de segregacao.
Tambem passei pelo Haight-Ashbury, que eh onde comecou o movimento hippie por la, digamos assim.
De la, fui para a Alamo Square, onde estao as Painted Ladies, as famosas casas em estilo vitoriano. Fiquei muito tempo por la, porque a vista eh realmente linda. Da para ver as casas e no horizonte acima delas ve-se os preio de SF.
Depois fui para o Palace of Fine Arts, um lugar simplesmente lindo!
E para terminar o dia, eh queria andar de bondinho!!! Fiquei um tempao nos bondinhos, eh muito bacana!
 
Dia 4
Estava chovendo. Fui passear pela Chinatown e nao tive tempo para fazer mais nada, porque logo tive que enfrentar as 7 horas de viagem rumo a Los Angeles.
 
Dia 5
Acordei cedo para aproveitar o dia e adivinha? Estava chovendo!
Quando a chuva deu uma tregua, fui conhecer a famosa Calcada da Fama. Sinceramente? Nao tem nada de mais! Para falar a verdade, a Hollywood Boulevard eh um lugar feio, sem glamour, com um monte de mendigo, cheia de lojas estranhas, varios estudios de tatuagem e piercing. A calcada em si eh sem graca, ninguem da bola. Porem, em frente ao Chinese Theatre tem a famosa calcada onde varios artistas assinaram seus nomes e deixaram a marca de seus pes e maos. Essa calcada eu achei bacana.
Ai, la vou eu atras do Hollywood sign. Sigo as instrucoes que o pessoal do hostel me deu e adivinha? A via de acesso estava fechada! Ok, sou brasileira e nao desisto nunca. Fui para um lugar alternativo, onde nao dava para ver o Hollywood sign bem de frente, mas deu para bater algumas fotos e no final das contas, valeu a pena, porque a vista que se tem daquele lugar eh ma-ra-vi-lho-sa!
Finalmente, encontrei a Bruna, que estava em Orange County com a hostfamily dela e fui dormir na casa dela, porque no dia seguinte tinha Disneyland!
 
Dia 6
Disneyland Theme Park! Siiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim!
Bom, a Disney eh um parque com atracoes mais "lights", porem muito bem elaboradas. Uma delas era do Piratas do Caribe e, meu Deus, era perfeita!
Eu nao achei a Minnie nem o Mickey! So consegui foto com a Fada Madrinha!
A noite teve a Christmas Parade que foi muuuuuuito, mas muuuuuuuuito linda! Com os personagens da Disney desfilando embalados por temas natalinos. A banda de soldadinhos de chumbo era uma graca. Adorei, me senti uma crianca!
A parte ruim do dia eh que precisei voltar de onibus e metro para Hollywood [ja que a Disney fica em Aneheim]. O onibus foi beleza, mas o metro de LA eh podre! Eu fui o caminho todo morreeeeeeeeeeendo de medo! Cada tipo andando naquilo!
 
Dia 7
Eu queria acordar cedo tambem, mas estava muito cansada. Enfim, sai e fui atras de correio para enviar uns postcards, conforme prometido a um amigo muito especial. No final das contas, sei la eu porque, me enfiei num tour por Beverly Hills, Bel-Air, Rodeo Drive e Hollywood Sign. Na verdade, o forte do tour era mostrar onde os ricos e famoso moram. Coisa muito futil, ne? Eh.
Mas vi cada casa gigante e linda. Meu Deus. Esse povo tem essas casas maravilhosas e mal vivem nelas. Podiam dar pra mim, ne? ahahahaha… nonsense
E finalmente, fui para o aeroporto pegar meu voo rumo a Denver.
A Heidi estava me esperando no aeroporto e cheguei em casa.
 
Conclusao
 
Gostei muito de San Francisco, recomendo a cidade!
Quanto a Los Angeles, bem, achei Hollywood muito podre. Eh um lugar feio, perigoso e sujo. Pelo menos fui a Disney.
 
Esta foi a primeira vez que planejei e fiz uma viagem sozinha. Cometi alguns erros de planejamento, mas ate que me sai bem para minha primeira viagem.
San Francisco eh uma gracinha, mas sabe que ainda prefiro Denver?!
Ninguem entende como prefiro morar aqui, mesmo depois de ter conhecido New York. A resposta eh simples: qualidade de vida. Nao, Denver nao eh uma cidade badalada, famosa, conhecida por seus pontos turisticos, mas eh um lugar onde se vive bem. Aqui eh seguro, basta usar o senso comum. Tem [quase] todas as facilidades de uma cidade grande, mas a tranquilidade de uma cidade pequena. Em downtown tem balada, restaurantes, lojas, cinema, museus, parques e da para chegar la de onibus. Sem contar a bela vista das montanhas que se tem em praticamente toda cidade!
 
Voltando ao viagem. A California nao me encantou tanto assim! Eh obvio que nao conheci as praias, ate porque dezembro eh meio frio, mesmo na California. Mas se um dia voltar para la, quero ir no verao e para regiao de San Diego, quem sabe ai o tal do California dreaming me encante….
 
Fatos interessantes sobre a viagem:
– Eu achei muuuuuito brasileiro! Meu Deus, nos invadimos este pais! hahaha…
– Como viajei so, nao compensaria alugar carro. O transporte publico de San Francisco eh eficiente e nao entendi bem porque, alguns motoristas de onibus me deixaram andar de graca!
– Tem muito chines na Costa Oeste!
– As coisas porla sao mais caras que aqui.
 
Escrevi muito, ne?
Depois eu volto para contar do meu Natal [ou seria do meu Hanukkah?].
E obrigada pelos ultimos comentarios… fico feliz que ajudo futuras au pairs! Por que a nossa vida aqui realmente nao eh um mar de rosas, mas a experiencia eh extremamente valida!

Ferias!

Hoje to indo para California! Vou passar por San Francisco e Los Angeles… Yay!
 
So para deixar o blog atualizado antes da viagem, vamos ao post.
 
Fui patinar no gelo aqui em Denver. Tem um rink de patinacao pertinho da minha casa a um preco muito acessivel. E para surpresa de todos, nao levei nem um tombo dessa vez! ahaha… to melhorando! Pretendo ir la sempre que der, ja que eh perto, e acho que volto para o Brasil quase profissional [menos, menos, eu sei].
Nao cai patinando, mas em compensacao no dia seguinte estava indo para escola e levei um escorregao no meio da rua, tudo culpa da neve! Cai de joelhos, coisa mais linda! Se fosse idosa, ja tinha fraturado o femur.
 
Coisas interessantes [ou nao]:
– Eu achei que fosse virar picole! Entre domingo e sgunda-feira estava um frio insuportavel! Fez -27 graus!!! E eu, que nao ia ficar presa em casa por causa de neve, fui dar volta em downtown… o frio era tanto, tanto, tanto, que os dedos do meu pe comecaram a ficar duros! E nesse hora me vem na cabeca aqueles filmes de povo nas montanhas perdendo dedo congelado!!! ahuahua… foi uma viagem, mas que da medo quando seu dedo esta duro e doendo, ah, da!
– Meu casaco longo chegou e ficou certinho em mim! Fiz um big deal
– Todas minhas amigas au pairs estaram fora da cidade no Natal… e eu moro com uma familia de judeus… ja ta vendo como sera meu Natal, ne?
– Continuo recebendo elogios pelo meu ingles… no Thanksgiving, estava conversando com um dos convidados da familia e ele falou que meu ingles era muito bom. Fui fazer passeio turistico em Denver [contei, lembra?] e a guia disse a mesma coisa. Na verdade, ouco isso desde que cheguei aqui, modestia a parte. Obviamente, eles se referem ao uso da lingua, meu sotaque eh de brasileiro mesmo, com certeza! Nunca vou falar igual americano, ne…
– Eu etsou esquecendo nome de lugares do Brasil. Eh estranho. Outro dia fiquei um seculo para lembrar o nome daquela estacao do metro que descia toda dia. Ate que Barra Funda surgiu na minha cabeca.
– Outro dia matei a saudade de comer um lanchinho brasileiro. Fui com a Talita num mercado latino e compramos guarana e pao frances! Ai, que delicia!
 
Ah, os americanos…
– Desde antes do Thanksgiving, nao tem uma loja que eu entro que nao esteja tocando musica de Natal!
– Garagem aqui nao serve so para guardar carro. Eles enfiam um monte de coisa la e tem familias que nem guardam o carro na garagem, so juntam tranqueira mesmo! A minha hostfamily guarda os carros na garagem, mas la tem um monte coisa, inclusive uma geladeira!
 
That’s all! Volto para contar da viagem!
 
 
 
 

[Tentativa de] giro rapido

Hi there! Faz tempo, nao?
 
A primeira coisa que aconteceu depois do meu ultimo post foi o Thanksgiving.
Em NY, a Macy’s organiza uma grande parada de Dia de Acao de Gracas e eh claro que eu quis ir. Tive que ir de taxi ate o local, porque a Heidi tinha lido no jornal que havia uma suspeita de ataque terrorista no metro de NY e ela nao queria que eu "colocasse minha vida em risco". No final nao aconteceu nada [ne?], mas usei o yellow cab!
E eis a vantagem de ser pequenina: chego la uns 10 minutos antes e vou cortando caminho entre a multidao, ate chegar na frente de todo mundo e conseguir um lugar na arquibancada reservada. Frio, muito frio. Duas horas de parada com direito a muitos baloes, carros, bandas, palhacos e Hannah Montana. ha.
Eu nao queria voltar pra casa, entao fiquei andando por NY, dei umas voltas no Central Park e fui para a casa dos pais do Phil, para o famoso jantar de Thanksgiving.
Eu diria que eh um Natal sem presentes.
A comida nao estava la essas coisas, mas tambem vou esperar o que? To nos EUA, onde o povo nao sabe que existe tempero para colocar na comida. O que deu uma salvada foi a sobremesa, com direito a apple pie [tem algo mais americano do que isso?].
 
Dia seguinte foi a nao menos famosa Black Friday. Sabe quando passa na TV pessoas dormindo na fila de lojas aqui nos EUA, ai aparece aquelas imagens das portas se abrindo e gente correndo pra agarrar o que ta querendo? Essa eh a Black Friday.
E eu fui dormir na fila, ne? Nem morta. O que eu quero comprar nao tava na lista das promocoes mesmo… e acho que mesmo que estivesse, nao faria essa doideira.
 
Sabado foi meu ultimo dia em NY. Fui no South Street Seaport e na Brooklyn Bridge. E a tarde, peguei o voo de volta pra Denver.
Domingo sai para fazer compras com a Bruna, so para variar um pouco, ne, gente?
E a noite fomos numa igreja que eu gostei demais. Chama-se Power Invasion Ministries. Eh meio longe da minha casa, mas gostei demais, entao acho que finalmente achei minha igreja!
 
Aqui em Denver tem o State Capitol em downtown, que lembra a Casa Branca. Fui la fazer uma passeio turistico. Estava nevando muito [foi no dia que tirei a foto do post anterior], mas nao ia deixar uma nevinha me fazer ficar em casa! ha.
Em downtown ainda, mas no dia seguinte, teve o Parade of Lights. Eh uma parada com baloes, carros e bandas tambem, mas com o intuito de comecar as comemoracoes de Natal. Foi bacana, apesar do super frio.
Opa, e no fds ainda, fui assistir Twilight [Crepusculo]. Que filme eh esse??? A-DO-REI!
 
E como eu tambem sou cultura, hoje fui assistir a um musical, It’s a wonderful life.
 
Fatos interessantes [ou nao]:
– Lembra da minha carteira de motorista? Consegui me cadastrar, finalmente. Agora falta fazer o teste pratico. Minha host ta enrolando.
– O vovo Weiser, que mora em NY e foi na casa dele que passei meu Thanksgiving, eh muito bacana, ja disse. Sempre que ele conversa comigo, se interessa em saber mais do Brasil. Queria aprender a falar "Dia de acao de gracas"… Por mais que falasse ACAO, tudo que ele conseguia pronunciar era ACON. Foi engracado.
– Estava eu meditando e me dei conta de que conheco mais os EUA que o Brasil. Que vergonha! Viajei para fora do pais e quero conhecer tudo, mas nunca me interessei por conhecer "tudo" do meu pais. Entao, quando eu voltar, vou planejar varias viagens, podem anotar.
– Da mesma forma, notei que quis conhecer o maximo de pontos turisticos e de lazer de NY, mas nunca fui ao Museu do Ipiranga ou no desfile de 7 de setembro e morei em Sao Paulo por toda minha vida. Mais uma coisa para anotarem: vou andar por SP como se fosse turista quando voltar. Pelo menos conheco bem o centro e ja subi no predio do Banespa.
– Em NY estava me sentindo naquele documentario Super size me. McDonald’s em todo lugar, quase todo dia comia algo la. Ainda bem que voltei para Denver e aqui o acesso nao eh tao facil. Nao da pra ir a pe, pelo menos.
– Quando cheguei aqui, em pleno verao, as 8h da noite o Sol ainda brilhava. Agora, com o inverno cada vez mais perto e os dias cada vez mais curtos, as 5h nao se ve mais um raio de luz… deprimente. Deve ser a estacao preferida dos suicidas.
– Falando do meu curso de TOEFL, eu preciso fazer redacoes em sala de aula, sem consulta a dicionario e com limite de tempo. Uma professora americana as corrige, me da notas altas e nao acha muitos erros gramaticais. No Brasil, uma senhora professora brasileira corrigia minhas redacoes em ingles na faculdade, me dava notas medianas e acha inumeros erros. Melhorei tanto assim em quase 5 meses ou sera que confirmo minha teoria de perseguicao??? 
 
Ah, os americanos…
– Tem mania de organico, diet, menos gordura, menos acucar… eh incrivel! A Coca eh diet, o morango eh organico, o suco em caixinha eh com menos acucar, a manteiga tem menos gordura… chega a ser neurose. E eu, que achava que ja tinha visto de tudo, abro a geladeira e acho uma manteiga de amendoim que, pasmem, nao tem amendoim! E eh tudo em nome da "boa saude"…
– Acho interessante como eles mudam de estado como quem muda de roupa. Basta o pai da familia conseguir um bom emprego em outro estado, que empacotam tudo e se mudam. Minha hostfamily mesmo, o Phil eh de NY, a Heidi da Pennsylvania. O Phil arranjou um bom emprego no Colorado e vem todo mundo pra ca! Nao vejo esse tipo de coisa acontecer no Brasil.
– Nao usam chinelo. Andam em casa descalcos ou de meia. Fora que, geralmente, tiram os sapatos antes de entrarem em casa, mesmos as visitas fazem isso. Eu acho feio pedir para sua visita tirar o tenis pra entrar na sua casa.
– Quando eh que faz promocao de roupas de inverno? Na primavera, quando ninguem mais ta comprando casaco e bota, certo? Beeeeein, errado! Eu acho esse pais incrivel para se fazer compras. O inverno chegando e as lojas fazendo promocoes de inverno! Comprei um casaco longo em promocao, de $120 por $35! Da para acreditar? Depois nao sabem porque esse eh o pais do consumismo! [Ah, eu comprei o casaco on line, chea segunda-feira. Espero que sirva direitinho!]
 
Tenho mais para contar, mas eu sei que ninguem aguenta ficar lendo um pagina inteira sobre minha vida! ha.
 
Ate a proxima.
 
 
 
 
 
 
 
 

Parenteses

Hoje peguei minha primeira neve de verdade.
 
Abri a porta e estava tudo branco. Nao se via o que era asfalto, o que era jardim, o que era calcada. Temperatura? -8 graus.
Botas pra neve e casaco impermeavel e la vai a Bia andar na neve, com os floquinhos caindo na cabeca. Uma caipira andando na rua chutando neve e olhando pra traz para ver as marcas dos pes na camada de gelo [uns 5 cm, talvez].
 
 
.
 
E eu ainda to achando neve o maximo! Mal vejo a hora de ter neve suficiente pra deitar e fazer o anjinho e montar o boneco de neve! ^^
 
E sabe que -10 graus [quando voltei da escola hoje tava mais ou menos isso] nao eh tao frio quanto parece? Acho que eh porque aqui nao venta. -4 graus em NY era muito mais frio.