Europa: Parte 1

E eu fui para a Europa.

Pra ser sincera, acho que nunca passou pela minha cabeca que eu realmente iria para la um dia.
Tem certas coisas que eu sonho em realizar desde crianca, coisas nao muito comuns para criancas estarem pensando, mas eu pensava! Eu sempre quis estudar na USP e la estou. Eu sempre quis aprender a falar ingles. Sempre quis fazer intercambio e hoje estou nos EUA. Sempre quis conhecer a Inglaterra e agora o sonho foi realizado!

A viagem foi longa. Sai de Denver as 8h30 da manha, fiz conexao em Washington DC e de la ainda foram mais 7 horas de voo ate Londres.
Cheguei as 6 da manha, o aeroporto estava meio vazio e fui passar pela imigracao. Na fila mesmo, olhei para um dos fiscais e pensei que nao queria fazer a entrevista com ele, a cara dele nao parecia muito boa. Lei de Murphy, claro.

– Ola.
– Oi.
– Qual o motivo da viagem?
– Turismo.
– Quantos dias vai ficar aqui?
– Tres.
– Posso ver suas passagens de volta?
– Claro.

Dai para frente, as coisas so pioraram. Aparentemente, ele nao estava acreditando em mim, mesmo eu mostrando passagens de volta, reservas de hotel, dinheiro e afins. Nao sei o que a Inglaterra tem a ver com isso, mas o fiscal quis ver todos os meus documentos que provam que eu moro legalmente nos EUA. Fez inumeras perguntas: quando vc volta pro Brasil? vc tem irmaos? o que teus pais fazem no Brasil? o que essa familia com a qual vc mora faz nos EUA? ha quanto tempo vc mora nos EUA? [essa pergunta ele repetiu umas 3 vezes]. Fez perguntas meio ironicas: "Mas vc so tem essa mala? Menina geralmente traz muita coisa…"
Todos do meu voo ja tinham passado pela imigracao e eu la, respondendo pergunta e mostrando documento. Devo ter muita cara de "quem nao tem nada na vida", porque ele devia estar achando que eu queria "tentar" a vida por la, so pode!
Eu gelei na hora que ele levantou do guiche e disse que estava indo bucar um "carimbo especial" pra mim. Ja pensei que era o carimbo de entrada negada, se e’ que existe um carimbo pra isso.
Depois de toda essa manipulacao psicologica, ele carimbou meu passaporte e quase me fez jurar que eu so estava la a turismo, que eu nao pretendia trabalhar nem estudar.  Sufoco!

Passado isso, mal acreditava que estava la!

No primeiro dia fui ver a Casa do Parlamento e o Big Ben. O Big Ben nao e’ aberto a visitacao, mas eu poderia ter entrado para assistir os parlamentares em sessao, mas nao entrei.
Fui ao Palacio de Buckingham para ver a troca da guarda, mas naquele dia estava acontecendo a Maratona de Londres e nao teve a cerimonia.
Entao, fui ao London Eye, a maior roda gigante do mundo e uma das mais novas atracaoes de Londres. A volta completa duar cerca de 30 minutos e se uma bao visao da cidade.
De la, fomos para a Abbey Road, a famosa rua da capa do CD dos Beatles. Era uma rua tao normal que a gente ate ficou na duvida se era ela mesmo ou nao. A rua e’ mais movimentada do que eu pensei, entao levou um tempo ate conseguir a foto classica. ^^
Depois disso, passamos pela London Bridge e fomos a Tower Bridge.
O primeiro dia foi otimo, mas foi um pouco complicado. Eu acordei as 4 da manha do sabado, passei a madrugada no aviao [e vai tentar dormir na classe economica] e quando cheguei em Londres as 6 horas, em denver era 11 da noite. Cheguei em Londres e e’ claro que nao ia parar pra descansar, entao eu praticamente virei a noite. No fim do primeiro dia meu corpo ja nao respondia a mais nada! =/

No segundo dia fomos fazer um tour. Estava chovendo!
Fomos aos Windsor Castle, a residencia oficial da monarquis inglesa. E’ o castelo mais antigo do mundo que ainda eh habitado.
A segunda parada foi no Stonehenge. Tai outra coisa que sempre quis fazer: conhecer esse lugar! Quando crianca via documentarios sobre ele na TV [nao era uma crianca muito "padrao", ne?!] e sempre achei o maximo! A visita foi rapida, nao pode chegar perto das pedras [porque nos anos 70 os turistas resolveram levar pedaco de pedra de souvenir ou deixarem "sua marca" no local e para poder conservar melhor o lugar, resolveram colocar uma faixa de contencao em volta] e eu achei que o Stonehenge fosse bem maior [eu sempre acho que tudo e’ maior do que realmente e’!], mas mesmo assim gostei demais!
Por ultimo, fomos a Oxford. Bem na hora que chegamos caiu um pe d’agua e a visita passou meio em branco pra mim. Era dificil andar por la no meio daquela chuva!
No ultimo dia, fomos novamente ao Palacio de Buckingham, porque ir ate a Terra da Rainha e nao ver a troca da guarda real nao da!
Muita espera, muita gente. Mas eu vi! A principio do via cabecas… hahaha… baixinha, vai fazer o que?! Mas a vantagem de ter pouco mais de um metro e meio de altura e’ que eu consigo entrar no meio da multidao e o povo vai dando licenca e nem se incomoda! Cheguei la na frente nos portoes e vi tudo de perto. Para ser honesta, a troca da guarda e’ chata. Sao 45 minutos, eles marcham, tocam, desfilam. Mas e’ um "must see" em Londres para visitantes de primeira viagem!
Eu tambem tentei ir a Westminster Abbey, onde os reis e rainhas sao coroados, mas nao tive muita sorte! Todas as vezes que fui, estava fechada para visitacao!
No ultimo dia tambem fui ao British Museum, o museu mais antigo do mundo, que alem de tudo, eh gratis. Foi uma visita meio corria, por causa do tempo, mas valeu. Mas quem me conhece, sabe que sou do tipo que gosta de passar o dia no museu. ^^
Ainda fomos ao Picadilly Circus, que acho que da pra dizer que seria a Times Square de Londres. Em proporcoes bem menores, claro.
E pra terminar, fizemos um tour do Jack, the Ripper [Jack, o Estripador]. O guia tinha um sotaque ingles muito forte, tive que me concentrar muito para entende-lo bem! Passamos pelos lugares dos assassinatos e ele dramatizou toda a historia. Outra coisa sobre mim: adoro historia de serial killer! E sempre gostei de ler a respeito do Jack…

Depois disso, voltamos ao hostel e nos arrumamos para acordar bem cedo no dia seguinte e ir para Paris, Franca…

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. Nero
    maio 13, 2009 @ 07:29:44

    So vou comentar seu primeiro paragrafo e ele so precisa de uma palavra: Racismo! So pq vc eh negra e mora no Brasil eles acham que vc vai roubar o emprego deles, ou quem sabe explodir alguma estacao de metro… se um dia eu cruzar com um cara desses…. eu mato! Por isso devemos ir ver o Hermanos, com eles nao tem dessa… nem precisa de passaporte!North-Americans…. arrghhh

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: